Psicoterapia -> Técnicas

O Instituto Fernando Pessoa utiliza a integração de técnicas psicoterápicas afim de trabalhar a demanda de cada caso específico. O terapeuta pode utilizar-se da Técnica Psicoterapêutica de Orientação Analítica, de Técnicas Cognitivas, ou de Técnicas Comportamentais.

O que tem diferenciado o Instituto Fernando Pessoa é que nossos profissionais psicoterapeutas são treinados para utilizar qualquer uma das três técnicas principais mencionadas. A escolha da técnica será determinada por variáveis emanadas do foco disfuncional detectado, da estrutura pessoal e circunstancial do paciente, da urgência e ou emergência.

  • Psiquiatria
    Após o período de triagem e avaliação (primeiras 4/6 sessões), ou mesmo a qualquer tempo do processo terapêutico, poderá seu terapeuta, por convicção própria ou entendimento com o supervisor de seu tratamento, entender que uma Avaliação Psiquiátrica e consequente medicação, se for caso, trará benefício a você e a sua terapia. O terapeuta deverá discutir com você esta opção e em havendo sua concordância, o agendamento ocorrerá, via formulário específico por via online.

    A primeira Avaliação Psiquiátrica sempre é solicitada por seu terapeuta em formulário específico, você será contatado e receberá opções de horário. No final desta Avaliação Psiquiátrica, caso você venha a necessitar usar medicação, poderá ficar agendada a reavaliação para um período não superior a 90 dias, devendo o Psiquiatra provê-lo de medicação para o tempo a decorrer até a próxima avaliação.

    A Avaliação Psiquiátrica não o libera da sessão de Psicoterapia na semana da avaliação, pois são procedimentos de diferente natureza.

  • Ambulatório
    O Instituto Fernando Pessoa não faz Psicanálise, entretanto utiliza-se de preceitos psicodinâmicos que são próprios da Psicanálise, porém utilizados de forma diversa, com mais intervenções por parte do terapeuta. Isso nos leva ao que chamamos de Técnica Psicoterapêutica de Orientação Analítica e que pode ser utilizada por seu terapeuta, caso seja indicada como mais adequada para o foco definido de sua terapia.

    Outra técnica utilizada é a Comportamental, onde seu terapeuta desenvolve procedimentos que levam a experimentar comportamentos dos quais resultam cognições (conhecimentos) que passam a ser reforçadas e determinantes de alterações comportamentais que o tornam mais eficaz em relação as interações vitais. São técnicas de modificação direta do comportamento.

    Outra técnica básica utilizada é a chamada Cognitiva. Aqui a modificação do comportamento não é direta, passa antes pelo exame dos processos de pensamento e raciocínio do paciente, observando crenças, atitudes e ações. Há uma redefinição de processos que levam a mudanças cognitivas e comportamentais.